Perenidade do Fundo

Uma das questões centrais para o sucesso do Fundo é a maneira pela qual será gerido seu capital. Uma vez que existem recursos sendo gastos no apoio a projetos da Poli, é necessário responder uma questão básica: de onde vem o dinheiro que esta sendo gasto?

A resposta é simples e elegante: vem da remuneração das doações de pessoas que compartilham de alguma maneira com os objetivos do fundo. Entretanto, é fundamental que exista um controle para garantir que os gastos e custos do fundo não sejam superiores ao dinheiro que está entrando através das doações.

Este controle é realizado por meio de um mecanismo de perenidade. Todo o montante proveniente de doações forma o principal do fundo. Este principal não pode ser utilizado diretamente no apoio a projetos, conforme definição estatutária, mas pode ser investido. Os rendimentos destes investimentos é que são, por sua vez, aplicados nos projetos escolhidos pelo fundo. Trabalhando dessa maneira, temos um principal que tende sempre a crescer. Os rendimentos, por sua vez, seguem esta mesma tendência ao longo dos anos. Este mecanismo, conhecido como endowment, garante que o fundo seja sustentável ao longo dos anos.






Amigos da Poli | Todos os direitos reservados. Produzido pela Ultrahaus.com